Foto: Jean-Baptiste Millot

Considerado um dos maiores cravistas das últimas décadas, Pierre Hantaï nasceu em Paris em 1964 e apaixonou-se pela música de Johann Sebastian Bach por volta dos seus dez anos. Estudou com Arthur Haas e posteriormente com Gustav Leonhardt, mestre que o convidaria a tocar sob a sua direcção. Cedo começou a dar concertos e recitais, a solo ou com os seus dois irmãos, Marc e Jérôme. Nos anos seguintes, colaborou com várias figuras de destaque da música antiga como Philippe Herreweghe, os irmãos Kuijken, François Fernandez, Marc Minkowski ou Philippe Pierlot.
Pierre Hantaï apresenta-se regularmente como solista em prestigiados palcos a nível internacional. É um convidado frequente de Jordi Savall e reúne-se também regularmente com os seus irmãos e com os seus amigos Amandine Beyer, Hugo Reyne, Sébastien Marq, Skip Sempé, Olivier Fortin ou Jean-Guihen Queyras, para a interpretação de música de câmara. Recentemente, reconstituiu o agrupamento Concert Français, que fundou em 1985 com o objectivo de interpretar os concertos e cantatas de Bach.
Na rica discografia de Pierre Hantaï destacam-se as suas gravações para a editora Mirare, nomeadamente: as Variações Goldberg e o 1º Livro de O Cravo bem Temperado de Bach, um recital dedicado a François Couperin, um programa de suites orquestrais de Bach com o Concert Français, três volumes de sonatas de Scarlatti.

 
16 JUN 21h30 – Convento dos Capuchos

Prelúdio dos Capuchos 
Variações Goldberg