Foto: Timm Kölln

Viviane Hagner

Natural de Munique, mas vivendo em Berlim desde pequena, Viviane Hagner é uma das mais relevantes violinistas da actualidade, impondo-se quer no repertório canónico (de Bach até Berg), quer no repertório moderno e contemporâneo. Neste último, avultam interpretações e/ou gravações de obras de compositores como Sofia Gubaidulina, Witold Lutoslawski, Krzysztof Penderecki, Unsuk Chin (cujo Concerto para violino, galardoado com o Prémio Grawemeyer/2002, lhe é dedicado), Simon Holt ou Christian Jost.
Viviane tinha apenas 13 anos quando, em 1990, alcançou notoriedade internacional enquanto solista num concerto em Tel Aviv que juntou a Filarmónica de Berlim e a de Israel, sob a direcção de Zubin Mehta. Em 2004, o Prémio do Fundo Borletti-Buitoni para aperfeiçoamento artístico permitiu-lhe receber o apoio dessa Fundação e os conselhos de Mitsuko Uchida ao longo de quatro anos.
Apresenta-se frequentemente como solista com grandes orquestras pelo mundo fora, como a Filarmónica de Berlim, a Sinfónica de Boston, a Sinfónica de Chicago, Gewandhaus de Leipzig, a Filarmónica de Nova Iorque, trabalhando com maestros como Ashkenazy, Barenboim, Eschenbach e Salonen. Viviane dedica também grande atenção ao repertório de câmara, aqui por vezes ao lado da irmã pianista, Nicole.
Viviane Hagner é fundadora e diretora artística do Krzyzowa Music (Silésia, Polónia), um festival que promove a comunhão de culturas e troca de ideias, num ambiente que junta músicos consagrados e estudantes ou jovens profissionais.
Viviane iniciou a sua actividade pedagógica em 2009, na Universidade das Artes de Berlim, transitando para a Escola Superior de Mannheim, onde é Professora de Violino desde 2013.

11 JUN 21h

Concerto Abertura 
Vozes Divinas: Bach e Polifonia Renascentista Portuguesa

12 JUN 21h

Concerto Schubertíada I

13 JUN 20h

Concerto Schubertíada II